quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Sem muitos favores...Sem muitas delongas!




"Um dia se cansa de tudo...Um dia se passa a dor (Um dia recupera o que uma noite pode causar). Rodeados de "absolutismos" , amamos a nós mesmo e ainda queremos retribuição. Causamos perguntas que nem nossa "sabedoria individual" é capaz de desvendar...Tolos humanos que ainda pensam em ser fortes e pisam na parte de baixo, achando-se superiores aos de cima. Juramos tanto amor como quem jura nunca mentir( e esquecemos de jurar a nós mesmo que isso é uma jura).
Papéis amassados, reciclados de orgulho, cobertos de poder e mesmo assim não passamos de papéis, meros papéis que um dia já foram escrita e hoje nos calamos num grito tão silencioso, que nem a própria mente é capaz de ouvir. Ambições maiores que os passos, caminhos traiçoeiros e ainda existe quem diga: O que? Eu sou o melhor! O que me entristece não são nossos erros e sim nossa própria culpa ao errar. Tão perfeitos, tão cheios de si que sobram na sua melhor parte, em seu melhor traje. As qualidades são diminuídas e os defeitos tornam-se exagerados, a existência torna-se um duelo entre ser e ter e no fim, os que tem a coragem de ser, sempre perdem ( Ter ao ser, aqui é bem melhor). A humanidade se transmutou em bússolas quebradas, se desfaz em gestos desumanos e se molda em nossos pensamentos...Fomos tão supervalorizados, que nem poder temos mais. Fomos tão humanos, que hoje somos restos, restos de pessoas que já não sabem ondem chegar e nem querem chegar. Impróprios aos caprichos, a beleza tornou-se atributo para superiores, e nessa casca , entregamos como presente um corpo vazio! Assusta-me fazer parte disso tudo, me olhar no espelho e nem reconhecer ao meu reflexo...Assusta-me tanta luta por ser melhor, onde nessa luta, nos tornamos pior que tudo. Esquecemos nossos valores e nos tornamos guerreiros de uma luta sem fim, onde nem se quer ganhar, vale mais a pena."


Miquelinne Araujo

2 comentários:

Mariano disse...

Eu quero perguntar a você, Miquelinne Araujo; qual guerreiro venceu todas as batalhas. O que vale são as suas emoções de viver; sempre ira existir alguém dizendo para você o que é certo ou errado.
A luta faz parte do que queremos vivermos pois nós é que somos importante a nós mesmos; os outros são o nada do seu mundo; este mundo o qual é seu com lutas ganhas ou lutas que perderá não importa pois; lembre que você é a vida e a vida é você, as lutas estas nunca se acabarão viva seus sonhos dentro da sua alma de mulher.

Miquelinne Araujo disse...

Obrigado Mariano...Nunca esquecerei estas palavras:"A luta faz parte do que queremos vivermos pois nós é que somos importante a nós mesmos; os outros são o nada do seu mundo; este mundo o qual é seu com lutas ganhas ou lutas que perderá não importa "

Vlw pela presença e pelo comentário tão gracioso e enriquecedor ao meu viver|! Bjos Amigo Poeta'