segunda-feira, 16 de maio de 2011

Só...


Entre arriscar e ser feliz...Me perco em tentativas precipitadas!
Saberia distinguir  o certo do errado, a ilusão da realidade...A falta de fé!
Esperar pelo que não tem volta e o que não me é oferecido ( o transtorno de errar e apagar da memória)!
Por mais que sonhos, sem valores e despedida do aquecer nesse frio doentil, que me furta os sonhos de antigas manhãs de um janeiro!
Como que por encomenda, o destino me surpreende a cada passo mal traçado, cada palavra não pensada, cada lágrima que derramo.
Em cada linha, um apelo e na poesia, busco refúgio de sonhos que atormentam...

(Por: Miquelinne Araujo)

2 comentários:

LANNY FORTUNA disse...

Lindo e meus parabéns pela forma de espressar seus sentimentos!!!

Miquelinne... disse...

Obrigaduh Linda...!