segunda-feira, 21 de março de 2011

Sempre por todo sempre...



Experimentando o doce sabor da paixão, me deliciei em tão lindos sonhos que antes me fascinavam em pensar serem reais. Tudo começou tão de repente, sem explicação...Começou assim como terminou: sem motivos.
E nessa estrada de vida, trilho a certeza repentina que pouco sei, que pouco amei e que pouco senti. Consolada apenas no fato da veracidade desse sentir, onde meus sonhos mesmo que perturbadores, também me proporcionam noites lindas de sonhos esperados! Na fria dúvida se voltarei a senti-lo, me perco em delírios constantes de um louco olhar, onde o infinito reflete o futuro que promete...E o passado que se esquece. No lindo encontro entre corpo e alma, verdade e mentira...Realidade e ilusão! Tão linda a minha ilusão...O sonho mais lindo que sonhei, e perdi!Sem sentido, amor, angústia...Vazia do sentir que se fez necessário, e hoje já se vive sem! Se esperar é reconhecer-se incompleta, estarei incompleta até o fim, pois ainda espero do futuro, as promessas de felicidade, que ainda não vivi...♥
                                                                                                                 (Por:Miquelinne Araujo)

4 comentários:

carmen silvia presotto disse...

Um beijo menina, és humana por demais humana, sigas esculpind os sentimentos, investigando as palavras, rebuscando os sentidos e caminhando em busca de um novo idioma que converse sempre e sempre contigo e com outros p´roximos a ti.

Boa semana, gracias por estares lá em Vidráguas.

Carmen.

Miquelinne... disse...

Ouvir isso de você,que entende do assunto,mas do que um orgulho, é uma sensação indescritivel...Obrigado por ler meus pequenos textos, estou honrada Carmem!
Boa semana, e o prazer é todo meu por estar em Vidráguas...

Marcelo Silva disse...

o ritmo, com qual descreve teus sentimentos , é contagiante... Parabens!!!

Miquelinne... disse...

Obrigado Marcelo!!Também me fascino ao ler suas poesias...Obrigado !